• olooo

  • Superior Secundário MEG

FOTOS
VÍDEOS
EDITORIAS / Gente

Especial médicos da Santa Casa – Dr. Luiz Guilherme Andrade Gomes

23/02/2016

Quem acompanha a Fanpage da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Lorena sabe que, desde o ano passado, a entidade vem apresentando seus médicos à população.

Um deles é o dr. Luiz Guilherme Andrade Gomes, há seis anos coordenador técnico da UTI da Santa Casa de Lorena. O médico intensivista dr. Luiz Guilherme Andrade Gomes (conhecido como “Didi” entre os amigos) é titulado especialista em medicina intensiva pela AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) e AMB (Associação Médica Brasileira) desde 2008.

11838900_1178774175472787_4480221814156526764_o

Nascido em Lorena, hoje aos 40 anos de idade, acumulou larga experiência em UTI ao longo dos seus 15 anos de formado e é reconhecido e respeitado por trazer conhecimento e qualidade ao tratamento de pacientes críticos em nossa região. Estudou em nossa cidade até o 1º ano do antigo colegial, tendo finalizado o Ensino Médio em Guaratinguetá. Aos 18 anos, ingressou na Faculdade de Medicina de Valença – RJ, concluindo o curso em 1999, ano em que residiu no Rio de Janeiro para fazer seu internato no Hospital Miguel Couto, reconhecido como referência em traumatologia.

Sempre se interessou por cirurgia, graças à admiração pelo trabalho de seu pai, dr. Luiz Martinho Gomes, famoso cirurgião de Lorena. Entretanto, não foi esse o caminho profissional definitivo. Iniciou sua residência médica no Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo, no ano de 2000, em Clínica Médica e Cardiologia, terminando sua especialização no início de 2003. A partir de então, foi preceptor dos residentes na UTI especializada em pós-operatório de cirurgia cardíaca da Beneficência Portuguesa, onde teve a oportunidade de ampliar seus conhecimentos em ensino e pesquisa.

Ao ser convidado para assumir a UTI do Hospital Iguatemi, no Butantã, em São Paulo, no ano de 2004, pelo renomado médico intensivista dr. Haggeas Fernandes da Silveira, viu neste desafio um grande voto de confiança e decidiu encarar a responsabilidade. Na época, conseguiu, em menos de um ano, ampliar o CTI daquele Hospital de 23 para 42 leitos, investindo em qualidade de atendimento e foco no paciente. “Foi um período muito desgastante, mas também de grande aprendizado. Como desempenhei função de médico diarista da UTI e fiz o seguimento horizontal dos pacientes no Iguatemi, acompanhei de perto milhares de pacientes graves, do início ao fim do tratamento; e com essa rotina, aprendi muito e cheguei aqui bem preparado”, conta dr. Luiz Guilherme.

Sobre sua escolha de vida, o médico disse que a Cardiologia é uma especialidade fundamental na formação de um bom médico intensivista. “Quem trabalha em UTI precisa saber Cardiologia também”, diz ele, que sempre esteve aberto às possibilidades e, ao tornar-se Titular em Medicina Intensiva, ainda muito jovem, teve certeza do que queria fazer para o resto da vida. “O caminho se faz caminhando. A UTI nos dá a chance de intervir nas horas mais delicadas da vida e conseguir êxito; sempre lidamos com casos muito críticos. As pessoas que não trabalham com saúde têm a impressão de que este é um setor mórbido, triste e de poucas possibilidades para os internados, mas hoje, com a estrutura física ultramoderna, recursos tecnológicos de última geração, medicamentos de ponta e aperfeiçoamento médico contínuo, a realidade mudou. Somos uma equipe bem preparada e que salva vidas”, afirma.

Em meados de 2009, coincidentemente, a Provedoria da Santa Casa de Lorena buscava por um superintendente para a instituição e, em entrevista com o ex-administrador do Hospital Iguatemi, dr. Claudio Simone, candidato ao cargo, a atual provedora, Paola De Gara Geronimi, e o ex-provedor, Sérgio Moure dos Reis, descobriram que um filho de Lorena poderia ser o chefe da nossa UTI. “Eu tinha outra ideia sobre a Santa Casa de Lorena. Quando cheguei para conhecer, fiquei maravilhado com os grandes investimentos feitos pela nova administração e aceitei a missão de montar e coordenar a equipe médica”, conta.

Sobre o retorno à cidade natal, ele diz que, como intensivista, já é muito gratificante poder salvar vidas, mas fazer isso na sua própria cidade, com seus conterrâneos, é uma realização, acima de tudo, pessoal. “Estou muito satisfeito e otimista com a evolução da Santa Casa. Vejo com clareza uma linha do tempo onde o crescimento foi marcante. Agradeço a todos da Mesa Administrativa pela confiança. Para o futuro, espero trabalhar muito junto à nova Provedoria e à administração para qualificarmos ainda mais a saúde em nosso município. Mesmo com os muitos desafios da saúde no Brasil, vejo grandes possibilidades para a nossa Santa Casa, que hoje já é uma das melhores do país”, conclui dr. Luiz Guilherme.

Traremos, neste espaço, outros médicos em destaque na Santa Casa de Misericórdia de Lorena.

MAIS LIDAS