• Superior Secundário MEG

  • olooo

FOTOS
VÍDEOS
COLUNISTAS / Amor que cura

Um caminhar mais leve…

09/09/2020

Como você está se sentindo neste isolamento pela Covid-19? Como tem passado os seus dias? Que tipo de pressões você tem lidado em seu novo cotidiano?

Em meu lugar de ajuda, tenho ouvido muitos relatos de pessoas que estão passando por grandes desafios em casa, principalmente naquilo que se refere a relacionamentos.

É muito importante observar com qual postura cada um de nós tem enfrentado esses tempos de pandemia e o quanto essas variações de emoções vem exigindo de nós. Temos dias bem ativos e alegres e outros que são dominados pelo cansaço de ficar em casa, pelo estresse, pela ansiedade, pela tristeza, pela saudade dos nossos e talvez também pelo medo.

Já são mais de cinco meses de isolamento! Não deve estar fácil pra mais ninguém. Fazer os “faxinões”, colocar os quadros que ainda não tinham lugar na parede, arrumar a bagunça do porão ou do quartinho dos fundos, separar as roupas esquecidas no armário para doação e muitas outras coisas que inventamos no início da pandemia já não têm graça mais.

Agora é o tempo de lidar com o real, com o que realmente nos cabe sem críticas, sem desespero, sem guerra com ninguém. A Covid-19 é maior do que todos nós; não está sob o nosso controle. O que está sob o nosso controle é o “como” nós podemos lidar com esta realidade.

O melhor caminho? A concordância com aquilo que é e ponto; sem “mas”…

É hora de fazer aquilo que nos é possível no momento: olhar pra dentro, fazer o “caminho de volta pra casa”, cuidar do nosso mental/emocional, dos pensamentos que nos nutrimos todos os dias, pedir ajuda se for preciso, soltar as exigências; soltar aquilo que não depende só de você, soltar o “chicote” que te cobra ter que estar ou parecer bem todos os dias. O amor próprio e o autocuidado são as melhores ferramentas para o equilíbrio emocional.

Que possamos lembrar que cada um de nós é uma ponte entre o céu e a terra. Somos luz e sombra e precisamos aprender a lidar com estas duas nuances, ainda mais agora. Assim seguimos com fé, seja ela qual for, porque os dias melhores virão pra quem souber esperá-los de pé e em paz.

 

COLUNISTAS / Christiane Fonseca

Christiane Reis Rodrigues Fonseca é psicóloga há mais de 20 anos, estudiosa do desenvolvimento humano e seus relacionamentos, mediação de conflitos e controle emocional. Apaixonada pela filosofia sistêmica nos moldes de seu criador, Bert Hellinger. Facilitadora das Constelações Familiares e Organizacionais. Educação Sistêmica. Terapeuta Sistêmica em Florais de Bach. Especialista em Atendimento Terapêutico individual, casal e familiar no modo online.
Instagram: @christianefonseca.constelar


christianefonseca17@gmail.com

MAIS LIDAS