• olooo

  • Superior Secundário MEG

FOTOS
VÍDEOS
EDITORIAS / Turismo

Como o tempo fica no Carnaval de 2016 no RJ e SP?

03/02/2016

Confira a tendência do tempo para essas capitais de folia

Neste verão, as condições meteorológicas na Região Sudeste, em termos de chuva, devem voltar à normalidade. Após os dois últimos verões apresentarem a média de precipitação abaixo da climatologia na maior parte da região, a previsão é de que a chuva ocorra de forma mais frequente, dentro das médias históricas para o período. Assim, poderemos ter chuva durante o bloco de rua ou no desfile das escolas de samba.

Na cidade do Rio de Janeiro, terra das marchinhas, as temperaturas máximas podem ultrapassar os 40°C, e as pancadas típicas de verão podem ocorrer neste início de 2016. Essa chuva é caracterizada por acontecer no final de dias quentes, entre o fim da tarde e início da noite. O calor e umidade disponíveis são o prato cheio para a formação de nuvens com grande desenvolvimento vertical, a chamada Cumulonimbus. Essa chuva, normalmente, vem acompanhada de raios, granizo e rajadas de vento forte, mas são de curta duração e podem ocorrer em pontos isolados do município. Dependendo da intensidade da precipitação e dos locais afetados, podem ocorrer alagamentos e bolsões em ruas e vias.

Na cidade de São Paulo, outro grande centro, a tendência para o Carnaval não muda muito. Teremos as famosas chuvas de verão também, pois a temperatura máxima pode registrar valores em torno de 30°C por dias consecutivos. A passagem de frentes frias também ocasiona chuvas nesse período, cuja ocorrência pode ser mais frequente do que no Rio de Janeiro. Essas chuvas podem gerar grandes transtornos e, nesta cidade, é comum a ocorrência de granizo em pontos isolados. Em termos de saúde, os altos índices de umidade e da chuva proporcionam a ocorrência de resfriados, viroses, etc.

Nessa época, além da passagens de frentes frias, tanto em SP como no RJ, também pode ocorrer a famosa Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Esse fenômeno se caracteriza por uma banda de nebulosidade que se estende desde a Amazônia, passando pelo Centro-Oeste do país, Sudeste e chegando ao oceano. A ZCAS permanece sobre grande parte do Sudeste brasileiro por mais de três dias, em média, e é responsável pela maior parte do volume de chuva no verão. Então, não descarte a possibilidade desse fenômeno ocorrer algum dia de fevereiro.

Assim, foliões de plantão, aproveitem o Carnaval! Seja no som da cuíca, ou numa casa de campo no interior, mas sempre atentos à previsão do tempo! Protejam-se das tempestades e evitem transitar em ruas alagadas. Se no meio da folia, da praia, ou mesmo na rua, começar uma chuva com grande quantidade de raios, procurem um local fechado, como prédios, casas ou até dentro de carros, e não se abriguem jamais embaixo de árvores, marquises ou postes. E para o calorão, em dias muito quentes, a dica é beber muita água. Hidratem-se e usem sempre o protetor solar!

Fonte: Squitter Soluções em Monitoramento Ambiental (http://www.squitter.com.br)

MAIS LIDAS